CONECTE-SE CONOSCO

Agenda Cultural de Brasília

Eixo Cultural Ibero-americano recebe espetáculo circense ‘23 fragmentos desses últimos dias’

Cadê Brasília

Publicado

Em

Foto: João Saenger -Carnaval

Depois de percorrer 5 países, 35 cidades e lotar dezenas de teatros mundo afora, com cerca de 30 mil espectadores, o espetáculo circense “23 fragmentos desses últimos dias” volta ao seu país de origem para se despedir do palco, ou melhor, do picadeiro. As últimas apresentações da obra franco-brasileira, idealizada pelas artistas circenses do coletivo Instrumento de Ver e pela circógrafa francesa Maroussia Diaz Verbèke, acontecem em Brasília, cidade natal do coletivo, nas datas 1 e 2 de junho, no Eixo Cultural Ibero-americano e em São Paulo, de 14 a 30 de junho.

Desde que chegou ao país, em abril deste ano, o espetáculo percorreu importantes festivais de circo de cidades icônicas: Recife, no Festival de Circo do Brasil, e Rio de Janeiro no Festival do Teatro Brasileiro. Em Brasília, as apresentações acontecem no âmbito do 3º Arranha-Céu – Festival de Circo Atual.

Os ingressos podem ser adquiridos pelo pelo Sympla.

O espetáculo 

Em cena, o circo, os ritmos e as expressões culturais como o forró, o maracatu, o frevo e até o passinho carioca se unem a temáticas relevantes como a democracia, a demarcação de terras indígenas e o racismo. Tudo acontece em meio ao impressionante manejo de objetos não descartáveis. E, para completar a mistura, a trilha sonora, composta apenas por músicas nacionais, foi cuidadosamente pensada para compor com os fragmentos, criando ritmo e envolvendo a plateia. A playlist, resultado da curadoria cuidadosa do brasiliense Cícero Fraga e do francês Loïc Diaz Ronda, celebra a música brasileira e contagia gringos e brasileiros em cada apresentação.

No picadeiro, as artistas Beatrice Martins, Julia Henning e Maíra Moraes, integrantes do coletivo Instrumento de Ver, compartilham a cena com um trio brasileiro e bem variado: o dançarino carioca André Oliveira, o frevista e contorcionista pernambucano Lucas Maciel e Marco Motta, circense baiano radicado na Espanha.

“Tudo começou com essa vontade de falar com o corpo, com garrafas, com vidro, lâmpadas e o plástico bolha. É impossível identificar de onde vem esse desejo que tanto movimenta. Mas, olhando para trás, podemos ver as montanhas que ele moveu e as pontes que construímos para atravessar mundos”, relembra Maíra.

Após uma circulação de três anos, realizada em parceria com a companhia francesa Le Troisième Cirque, que resultou em um grande sucesso de público, de críticas e uma pertinente repercussão na imprensa internacional, o espetáculo segue provocando reflexões sobre temas agudos. E, como não poderia ser diferente, em se tratando do time de artistas que compõe a obra, “23 fragmentos desses últimos dias” continua impressionando a plateia com apresentações ousadas e performances circenses arriscadas como o equilibrismo, o faquirismo, o contorcionismo e a acrobacia.

“Vivemos uma grande aventura circulando o nosso espetáculo entre o Brasil, a França, a Bélgica e a Suíça. De 2021 pra cá, vivemos toda a intensidade possível de uma vida itinerante, muito bem acompanhadas de nosso trio de amigos. Voamos de lá pra cá, de cá pra lá, de olhos fechados, sorriso no rosto e com muito sangue nos olhos”, comenta Beatrice, com um quê de saudade.

Despedida em casa

Para a alegria dos candangos, Brasília,  cidade natal do coletivo, está entre as cidades do Brasil que recebem as últimas apresentações do espetáculo.  De acordo com Julia Henning, o esforço para encerrar o espetáculo no Brasil foi coletivo.

“Estar fora nos trouxe questionamentos profundos sobre o nosso fazer e nossa identidade artística. Agora voltamos pra casa para nos ver a partir dos olhos dos brasileiros. Fizemos de tudo para encerrar este projeto no Brasil. Estamos em um misto de emoção que só as despedidas podem provocar. Por aqui, estamos felizes em contar com a nossa equipe brasileira: Cícero Fraga, Euler Oliveira e Gabi Onanga, parceiros de longa data, abrilhantando a nossa técnica. Olhando assim, até parece o fim do caminho, mas sabemos que é daí que surge essa habilidade em construir pontes, que insiste em nos movimentar”, finaliza Julia.

 

Sobre o coletivo

O coletivo Instrumento de Ver, grupo circense com 22 anos de circo, já circulou com seus espetáculos por mais de 70 cidades brasileiras, em 4 países diferentes. O grupo, que já teve diversas formações ao longo desses anos, é encabeçado por Beatrice Martins, Julia Henning e Maíra Moraes. Os parceiros e parceiras que criaram em coletivo constituíram a identidade artística do grupo que tem uma atuação eclética e está sempre surpreendendo o público. São acrobatas, técnicos, produtores, realizadores, diretores, criadores, vendedores de pipoca, fotógrafos e artistas de diferentes áreas. Inventam e reinventam jeitos de criar, reconfigurando-se o tempo todo e lidando com as mais diversas facetas da produção cultural e da criação artística. Têm o processo de criação como fonte de inspiração, como caminho e como fim.

O grupo tem uma contribuição ímpar para o circo. Já se apresentaram na rua, no teatro, em cervejarias, em festas, nas periferias e nos centros de pequenas e grandes cidades. Criaram filmes, espetáculos online, performances, discutindo e propondo formas variadas de fazer circo, numa linguagem autoral e cheia de pesquisa.  Além de “23 fragmentos desses últimos dias”, elaboraram os espetáculos circenses “Porumtriz”, “O Que Me Toca é Meu Também”, direção de Raquel Karro e “Meu Chapéu é o Céu”, direção de Leo Sykes, aplaudidos por um público de mais de 50 mil pessoas por todo o Brasil. Também fizeram espetáculos em parceria com outros grupos, como o “Bubuia”, para bebês, e “Vinco”, de dança contemporânea. Fundaram o espaço cultural Galpoa e o festival Arranha-Céu. São conhecidas pelas criações em diferentes formatos como a festa-espetáculo “Pão e Circo” e “Encontro de Bastidor”, além dos ensaios abertos do projeto “Geringonça” em espaços alternativos. Criaram o espetáculo virtual “Estudos de Aproximação”, em parceria com João Saenger e Caetano Maia. Com o cineasta Cícero Fraga, realizaram os curtas-metragens: “O Homem Banco”, “Exufrida”, “Assum Preto” e “Ruína”, premiados em festivais do mundo inteiro. Como artistas produtivas e produtoras criativas, defendem a gestão inovadora em rede, sob o prisma de não dissociar o fazer artístico da gestão cultural.

Serviço – “23 fragmentos desses últimos dias” no Brasil

Junho – Brasília

Junho – São Paulo

  • Datas: 14 a 30 de junho (nas sextas, sábados e domingos)

  • Local: SESC Belenzinho

  • Ingressos: em breve

Classificação Indicativa: Livre

Página Oficial: @instrumentodever  

CONTINUE LENDO
Publicidade
CLIQUE PARA COMENTAR

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agenda Cultural de Brasília

Festival CoMA: Com Criolo, Alceu Valença e Tássia Reis, evento anuncia line-up completo

Cadê Brasília

Publicado

Em

Artistas confirmados no Festival CoMA 2024 - à direita Criolo e ao centro Alceu Valença - Divulgação

Entre os dias 3 e 11 de agosto, o CCBB Brasília (Centro Cultural Banco do Brasil) recebe um dos maiores festivais de música e conferências do Brasil, o Festival CoMA (Consciência, Música e Arte). Nomes como Ana Cañas, Alceu ValençaCriolo, Brisa Flow e Tássia Reis fazem parte do line-up que contempla ainda outros 25 artistas que prometem agitar a capital brasileira. Os ingressos, acessíveis, estarão disponíveis a R$ 30, no valor de inteira.
Para o primeiro final de semana, que será gratuito, artistas como Tulipa RuizChoro no Eixo, Oswaldo Amorim, Mamulengo Lengo Tengo, Maglore e Akhi Huna se apresentam no evento que seguirá por toda a semana, oferecendo ao público conferências sobre o futuro do entretenimento musical no país.

 

Durante os dias 7 e 9 de agosto, o CCBB Brasília recebe os artistas: Ana Cañas, Martins convida Cátia De França, RDD Luana Flores.

 

Já para o final de semana do dia 10 e 11, o Festival CoMA conta com a participação dos cantores: Alceu ValençaCriolo, Tássia Reis, Chico Chico, Brisa Flow, Mãeana canta JG, Jaloo, Rapadura, Trampa, Iara Gomes, Klap, Tamara Maravilha, Hellen, Kirá, Anna Moura, Rachel Reis, Juliana Linhares, Ana Frango Elétrico, Afrocidade, Novíssimo Edgar, Canto Cego, Umiranda, Ane Êoketu, Vavá Afiouni, Flor, Furacão, Lupa e DJ Janna.

 

SERVIÇO
Festival CoMA 
3.08 a 11.08
Local: CCBB Brasília

Endereço: Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) | SCES Trecho 02 Lote 22 Ed. Tancredo Neves. Setor De Clubes Sul. Brasília – DF
Classificação indicativa: A classificação é de 16 anos, a partir das 18h nos dias 06, 07, 08 e 09 e a partir das 15h nos dias 10 e 11 de agosto.

 

Sobre o Festival CoMA
O Festival CoMA é uma celebração da música, cultura e criatividade que une pessoas, culturas e ideias em uma comunhão inspiradora. Nascido em Brasília em 2017, vem sendo realizado anualmente. Já passaram pelos palcos do CoMA nomes como Elza Soares, Maria Gadu, Ney Matogrosso, Gaby Amarantos, Gal Costa, entre outros expoentes da música.
A 7ª edição, neste ano, se destaca pela diversidade musical e por provocar reflexões sobre a relação entre cultura e o mercado do entretenimento. Além dos shows, que atraem grandes públicos, a Conferência CoMA promove um grande intercâmbio de conhecimento entre artistas e bandas em projeção, bem como profissionais já experientes do mercado musical. Em 2023, o Festival CoMA ingressou no movimento “Brasília é de Festivais”, endossando seu potencial turístico e de fomento da economia local.
Sobre o CCBB Brasília  

 

O Centro Cultural Banco do Brasil Brasília foi inaugurado em 12 de outubro de 2000, e está sediado no Edifício Tancredo Neves, uma obra arquitetônica de Oscar Niemeyer, e tem o objetivo de reunir, em um só lugar, todas as formas de arte e criatividade possíveis.
Com projeto paisagístico assinado por Alda Rabello Cunha, o CCBB Brasília dispõe de amplos espaços de convivência, bistrô, galerias de artes, sala de cinema, teatro, praça central e jardins, onde são realizados exposições, shows musicais, espetáculos, exibições de filmes e performances.

 

Além disso, oferece o Programa Educativo CCBB Brasília, programa contínuo de arte-educação patrocinado pelo Banco do Brasil que desenvolve ações educativas e culturais para aproximar o visitante da programação em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), acolhendo o público espontâneo e, especialmente, milhares de estudantes de escolas públicas e particulares, universitários e instituições, ao longo do ano, por meio de visitas mediadas agendadas, além de oferecer atividades de arte e educação aos fins de semana.

 

Desde o final de 2022, o CCBB Brasília se tornou o terceiro prédio do Banco do Brasil a receber a certificação ISO 14001, sendo que no ano de 2023, obtivemos a renovação anual da certificação, como reconhecimento do compromisso com a gestão ambiental e a sustentabilidade.

 

CCBB Brasília
Patrícia Gomes Serfaty – (61) 3108 7600 / (61) 995570703

patriciaserfaty@bb.com.br
E-mail: ccbbdf@bb.com.br

Site/ bb.com.br/cultura

Instagram/ccbbbrasilia

TikTok/@ccbbcultural

 

Acompanhe o festival CoMA pelas redes sociais:

 

Instagram: festivalcoma

TikTok: festivalcoma

Twitter: festival_coma

Youtube: Link

CONTINUE LENDO

Agenda Cultural de Brasília

A tradicional Batalha do metrô promove grande evento

Cadê Brasília

Publicado

Em

Batalha do metrô - Divulgação

A edição especial traz o cantor Dudu e MCs de destaque nacional para uma noite de rimas eletrizantes em evento totalmente gratuito

No próximo dia 21 de junho, a partir das 19h30, a estação da Samambaia Sul será palco de uma das mais intensas manifestações culturais do Distrito Federal: a tradicional Batalha do Metrô. A edição especial: “O Apogeu” promete agitar a noite com a presença do cantor Dudu e de diversos MCs locais e nacionais, trazendo duelos eletrizantes de rimas. A entrada é gratuita, mas é necessário retirar os ingressos antecipadamente através do link sympla.com/BDM .

A batalha de rimas dessa edição contará com a participação dos MCs Brennuz (SP), Devilzinha (RJ), Maria (SP) e Japa (BA), quatro nomes que são referência no cenário nacional e que prometem duelos intensos e emocionantes. Para completar esse time de peso, Chris (BH) trará toda a sua versatilidade, mostrando que é um verdadeiro multiartista, subindo ao palco e mostrando toda sua habilidade nas rimas.

Para animar ainda mais a noite, o MC Dudu, que iniciou sua carreira nas batalhas de rima e hoje é conhecido como um grande artista do cenário musical. Ele já deixou sua marca em músicas do grupo Poesia Acústica. Além disso, o evento será palco para o lançamento de seis músicas inéditas de MC Gomes.

E não para por aí! Os mestres de cerimônias desta grande edição serão FB e Alva (SP). Alva é conhecido por apresentar o maior evento de rima: a Batalha da Aldeia. Juntos, eles prometem comandar a Batalha do Metrô, trazendo momentos eletrizantes que farão a galera vibrar.

A Batalha do Metrô é um movimento cultural organizado na cidade de Samambaia, organizado por Rafael (FB), Gabriel Rocha, Becka e Gomes, todos MCs das zonas periféricas. O movimento rapidamente se tornou um ponto central do calendário cultural da região, atraindo não apenas aficionados por hip-hop, mas também curiosos que desejam experimentar essa forma de expressão artística autêntica.

“Nosso espaço é democrático e acolhedor, onde todas as vozes são bem-vindas. Aqui, não há limites para o que se pode rimar, desde que haja respeito e consciência. Queremos que todos se sintam parte dessa comunidade e possam expressar sua arte livremente,” explica MC Gomes, um dos organizadores do evento.

Do metrô para o podcast

Durante o evento, os MCs FB e Gomes anunciarão o lançamento do podcast “Próxima Estação”, uma nova plataforma de entrevistas com grandes nomes, transmitida pela TV IGXP no YouTube.

O podcast será mais uma oportunidade para o público se conectar com a essência do freestyle e com os artistas que fazem a cena hip-hop brasiliense pulsar.

Sobre a Batalha de rima do metrô:

Há seis anos, toda sexta-feira, ocorre uma batalha semanal que reúne mais de 150 pessoas por evento. Em suas “Edições Especiais”, o público varia de 800 a 3000 pessoas.

Reconhecido hoje como o maior evento de batalhas do DF e um dos mais importantes do Brasil, tendo recentemente colaborado com a FMS, a maior liga de Freestyle do mundo. O evento já trouxe artistas renomados como BMO, Alves, Sofia, Kroy, Guri, Zuluzão, Youngui, Vinicius ZN, Devilzinha e Gomes, entre outros.

Além das batalhas, o evento realiza arrecadação semanal de roupas e alimentos para distribuição em áreas periféricas, promovendo também projetos sócio-educativos para todas as comunidades.

Serviço:

Batalha do Metrô da Samambaia Sul
Local: Estação Samambaia Sul – 104 sul
Data: 21 de junho
Horário: A partir das 19h30
Evento gratuito – mediante a retirada de ingressos no link: sympla.com/BDM
Classificação Indicativa: Livre – menores de 12 acompanhados pelos

responsáveis
Fonte: Fuzuê comunicação
CONTINUE LENDO

Agenda Cultural de Brasília

Sessão Azul: um dia de diversão e inclusão no Boulevard Shopping Brasília

Cadê Brasília

Publicado

Em

Sessão Azul - Abril Boulevard Shopping - Divulgação

Programação gratuita terá sessão de cinema adaptada, oficina e interação com personagens

 

Pioneiro em ações de inclusão, o Boulevard Shopping Brasília recebe mais uma edição da Sessão Azul, ação que oferece diversão e cinema especialmente voltado para pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e seus familiares, em um ambiente adaptado que torna muito mais confortável a experiência de ir ao cinema. A iniciativa é gratuita e acontece no dia 23 de junho, às 11h, exibindo a animação Divertida-Mente 2, no Kinoplex.

Sessão Azul é gerida pela CapaciTEAutismo Entretenimento e conta com patrocínio de shoppings, bem como parcerias de ONGs e instituições voltadas para o autismo. Os ingressos são gratuitos e devem ser retirados pelo site https://www.boulevardbrasilia.com.br/acontece/Sessao-Azul-Especiala partir de 18 de junho, às 20h. Ao total, 400 cadeiras estarão disponíveis para a sessão. Os participantes também ganham um combo com pipoca pequena e refrigerante de 500 ml para curtir o filme.

A primeira sessão de cinema adaptada para o público autista em Brasília foi realizada em 2016, no Boulevard Shopping, em parceria com a empresa Sessão Azul. “A Sessão Azul surgiu da necessidade de criar eventos que pudessem atender pessoas com distúrbios sensoriais e suas famílias. Hoje, já realizamos quase meia centena de sessões de cinema com luzes levemente acesas e sons mais baixos”, explica o idealizador Leonardo Bittencourt Cardoso.

Diversão
E para deixar a diversão ainda mais completa, após o filme, haverá uma programação especial, a criançada pode tirar fotos com os personagens do Alegria e Raiva. Os pequenos também poderão participar da oficina “Criando Sentimentos”, onde produzirão bonequinhos utilizando farinha e materiais recicláveis para promover a expressão emocional e a criatividade de forma lúdica. Haverá monitoria especializada da Clínica Nima Kids para proporcionar conforto, tranquilidade e alegria aos participantes e suas famílias. As inscrições serão feitas no local, mediante disponibilidade de vagas. As turminhas serão formadas a cada 20 minutos, com capacidade de até 30 crianças. Indicado para crianças de 02 a 12 anos.

As famílias também podem aproveitar o dia para fazer piquenique em lounges com almofadas e toalhas. Caberá às famílias levarem suas comidinhas de preferência. “O Boulevard Shopping Brasília sempre teve o cuidado de acolher seu público plural e tornar a experiência no complexo o mais agradável possível para todos. Uma das iniciativas é a parceria com a Sessão Azul que, há 8 anos, exibe os blockbusters adaptados”, conta Luana Citon, gerente de marketing.

A partir do dia 18 estará à venda um livrinho de colorir inspirado nos personagens da animação Divertida-Mente 2. E poderá ser adquirido em www.boulevardbrasilia.com.br  por R$ 15. Os livros serão retirados no domingo (23), e haverá um espaço com mesas, cadeiras e lápis de cor à disposição da criançada para pintar.

Divertida-Mente 2
A sequência da animação da Disney e da Pixar regressa à mente de Riley, recém-chegada à adolescência, enquanto o Quartel General é alvo de uma demolição súbita para dar espaço a algo totalmente inesperado: novas Emoções! A Alegria, a Tristeza, a Raiva, o Medo e a Repulsa, que têm feito, sem dúvida, uma boa gestão, não sabem como reagir à chegada da Ansiedade. E parece que ela não veio sozinha… O filme é realizado por Kelsey Mann e produzido por Mark Nielsen.

Assista ao trailer: https://www.youtube.com/watch?v=yAZxx8t9zig

Programação:
11h – 
Sessão Azul com Divertida-Mente 2
13h às 16h – Meet & Greet com personagens Alegria e Raiva e Oficina Criando Sentimentos

SERVIÇO
Sessão Azul – Divertida-Mente 2

Data: 23 de junho
Horário: 11h
Local: Cinema Kinoplex – Boulevard Shopping
Ingressos: gratuitos, mediante retirada no site a partir do dia 18 de junho, às 20h. Link: https://www.boulevardbrasilia.com.br/acontece/Sessao-Azul-Especial
Informações: www.sessaoazul.com.br e www.boulevardbrasilia.com.br

Boulevard Shopping Brasília
Setor Terminal Norte, Conj J – Asa Norte
Informações: (61) 3448-3300
Canais digitais: https://www.boulevardbrasilia.com.br/
@boulevardshoppingbrasilia

CONTINUE LENDO

Destaques