CONECTE-SE CONOSCO

Variedades

Av – Subst. 1 – Mídia e Sociedade Contemporânea

Cadê Brasília

Publicado

Em

Feita por IA
1) Todos os meses a Industria LBC faz reunião com todos os funcionários do setor produtivo. No mês de dezembro, o CEO da empresa foi o responsável em transmitir as informações para setor de produção. O CEO então preparou um material com gráficos e imagens para sua reunião. No dia da reunião o CEO utilizou uma linguagem que não foi assimilada pelos funcionários presentes na reunião. É sabido que a comunicação só pode ser realizada quando as informações são fornecidas ou trocadas de forma clara. Neste caso, qual dos seguintes componentes de comunicação o CEO não está utilizando corretamente em sua comunicação? Assinale a alternativa correta: Alternativas: a) Ruído b) Canal c) Receptor d) Emissor e) Código

No cenário descrito, o CEO preparou o material com gráficos e imagens e transmitiu as informações, mas utilizou uma linguagem que não foi assimilada pelos funcionários presentes na reunião. Isso indica que o problema está na forma como a mensagem foi codificada e apresentada.

Vamos analisar as alternativas:

a) Ruído: Ruído refere-se a qualquer interferência que possa distorcer ou impedir a comunicação. Embora o uso de uma linguagem inadequada possa ser considerado um tipo de ruído, neste caso específico, não é o melhor termo para descrever o problema.

b) Canal: O canal é o meio pelo qual a mensagem é transmitida (por exemplo, voz, texto, e-mail). No caso descrito, o canal (possivelmente uma apresentação oral ou visual) não é o problema.

c) Receptor: O receptor é quem recebe a mensagem. Os funcionários são os receptores, mas o problema não é com eles, mas sim com a forma como a mensagem foi transmitida.

d) Emissor: O emissor é quem envia a mensagem. O CEO é o emissor, mas a questão não é com ele como indivíduo, mas com o componente que ele usou incorretamente.

e) Código: O código é a linguagem ou o sistema de sinais utilizado para transmitir a mensagem. No caso descrito, o CEO utilizou uma linguagem que não foi assimilada pelos funcionários. Isso indica que o problema está no código utilizado, ou seja, na escolha da linguagem ou dos sinais (gráficos, imagens, terminologia) que não foram adequados para o público-alvo.

Portanto, a alternativa correta é:

e) Código

2) A mídia velha divide o mundo entre produtores e consumidores: nós somos autores ou leitores, emissoras ou telespectadores, animadores ou audiência; como se diz tecnicamente, essa é a comunicação um-todos. A nova mídia, pelo contrário, dá a todos a oportunidade de falar assim como de escutar. Muitos falam com muitos – e muitos respondem de volta. Seguindo a perspectiva sobre a nova mídia e o seu contexto, assinale a alternativa correta. Alternativas: a) O nível de interação entre a velha e a nova mídia é o mesmo. b) A nova mídia substitui a velha mídia. c) A nova e a velha mídia dialogam entre si, pois fazem parte do processo de convergência midiática. d) Mesmo com as plataformas digitais, as redes de TV continuam mantendo a mesma audiência. e) As plataformas digitais são impactadas pelas barreiras entre emissor e receptor que continuam sendo criadas, por exemplo, pela indústria da TV.

Para responder a essa pergunta, vamos analisar o contexto da nova mídia em relação à velha mídia conforme descrito no enunciado.

A velha mídia caracteriza-se por uma comunicação de um para todos, onde há uma clara separação entre produtores (autores, emissoras) e consumidores (leitores, telespectadores). A nova mídia, por outro lado, permite uma interação de muitos para muitos, onde qualquer um pode ser tanto emissor quanto receptor, facilitando uma maior troca e interatividade.

Vamos analisar as alternativas:

a) O nível de interação entre a velha e a nova mídia é o mesmo.

  • Isso é incorreto, pois a nova mídia é caracterizada justamente por um nível de interação muito maior do que a velha mídia, onde a comunicação era principalmente unidirecional.

b) A nova mídia substitui a velha mídia.

  • Isso também não é correto. Embora a nova mídia tenha mudado significativamente a forma como nos comunicamos e consumimos conteúdo, a velha mídia ainda existe e coexiste com a nova mídia.

c) A nova e a velha mídia dialogam entre si, pois fazem parte do processo de convergência midiática.

  • Esta alternativa está correta. A convergência midiática refere-se ao processo em que as novas e velhas mídias interagem e se complementam, integrando-se de várias maneiras. A velha mídia adota aspectos da nova mídia e vice-versa.

d) Mesmo com as plataformas digitais, as redes de TV continuam mantendo a mesma audiência.

  • Isso é geralmente incorreto, pois a audiência das redes de TV tradicional tem sido impactada pela ascensão das plataformas digitais, que oferecem conteúdo sob demanda e outras formas de consumo de mídia.

e) As plataformas digitais são impactadas pelas barreiras entre emissor e receptor que continuam sendo criadas, por exemplo, pela indústria da TV.

  • Esta alternativa não é totalmente precisa. A nova mídia, caracterizada pelas plataformas digitais, tem justamente rompido essas barreiras, permitindo que qualquer pessoa possa ser emissor e receptor.

Portanto, a alternativa correta é:

c) A nova e a velha mídia dialogam entre si, pois fazem parte do processo de convergência midiática.

3) Francisco foi contrato para assumir uma nova posição na organização, ele será responsável em escrever muitas mensagens profissionais de negócios. Qual é o melhor conselho que você pode dar para ele? Assinale a alternativa correta. Alternativas: a) Para facilitar a escrita, siga um processo sistemático ao preparar e redigir mensagens comerciais. b) Inclua muitas referências referências aos seus sentimentos para humanizar suas mensagens. c) Torne suas mensagens e relatórios de negócios bastante longos para mostrar quanto trabalho você coloca neles, assim mostrará competência. d) Aproveite sua experiência anterior de escrita e imaginação para ter ideias criativas para suas mensagens de negócios com muito texto e palavras técnicas de difícil entendimento. e) Utilize abreviações das palavras, faça um texto como você escreve em redes sociais.

Para ajudar Francisco a ter sucesso em sua nova posição, é importante que ele escreva mensagens profissionais de maneira clara, eficaz e apropriada para o ambiente de negócios. Vamos analisar as alternativas:

a) Para facilitar a escrita, siga um processo sistemático ao preparar e redigir mensagens comerciais.

  • Esta alternativa é a mais correta. Seguir um processo sistemático, como planejar a mensagem, redigir um esboço, revisar e editar, ajudará Francisco a garantir que suas mensagens sejam claras, organizadas e profissionais.

b) Inclua muitas referências aos seus sentimentos para humanizar suas mensagens.

  • Embora seja importante ser amigável e acessível, focar demais nos sentimentos pessoais pode não ser apropriado para todas as mensagens comerciais, que geralmente requerem objetividade e clareza.

c) Torne suas mensagens e relatórios de negócios bastante longos para mostrar quanto trabalho você coloca neles, assim mostrará competência.

  • Mensagens de negócios devem ser concisas e diretas. Tornar mensagens longas desnecessariamente pode ser visto como falta de objetividade e desperdício de tempo dos destinatários.

d) Aproveite sua experiência anterior de escrita e imaginação para ter ideias criativas para suas mensagens de negócios com muito texto e palavras técnicas de difícil entendimento.

  • Mensagens de negócios devem ser claras e acessíveis. Usar muitos termos técnicos e textos longos e complicados pode dificultar a compreensão e não é recomendado.

e) Utilize abreviações das palavras, faça um texto como você escreve em redes sociais.

  • Escrever como se estivesse em redes sociais pode ser inadequado para o contexto profissional. Abreviações e linguagem informal podem ser mal interpretadas e consideradas pouco profissionais.

Portanto, a alternativa correta é:

a) Para facilitar a escrita, siga um processo sistemático ao preparar e redigir mensagens comerciais.

4) A internet é um gigantesco ambiente informacional, ou melhor, um ambiente de infortenimento (informação+entretenimento), feito de múltiplos e diferenciados ambientes. Marque a opção correta em relação às plataformas digitais para uso da música e da educação. Alternativas: a) O lançamento do IPod pela Apple não representou mudanças significativas no mercado da música. b) Spotify é uma plataforma de música, enquanto que Deezer é uma plataforma de educação. c) Spotify e Deezer representam grande parcela do mercado consumidor de música digital no mundo. d) Moodle é uma plataforma do hub de mídia da Apple. e) AVA também é uma plataforma de música.

Para responder a essa pergunta, precisamos avaliar a relação das plataformas mencionadas com música e educação no contexto da internet como um ambiente de “infortenimento” (informação + entretenimento).

Vamos analisar as alternativas:

a) O lançamento do iPod pela Apple não representou mudanças significativas no mercado da música.

  • Esta afirmação é incorreta. O iPod foi revolucionário e teve um grande impacto no mercado da música, mudando a forma como as pessoas consumiam música digitalmente.

b) Spotify é uma plataforma de música, enquanto que Deezer é uma plataforma de educação.

  • Esta afirmação é incorreta. Tanto Spotify quanto Deezer são plataformas de música digital.

c) Spotify e Deezer representam grande parcela do mercado consumidor de música digital no mundo.

  • Esta afirmação é correta. Spotify e Deezer são duas das maiores plataformas de streaming de música digital e representam uma grande parcela do mercado consumidor de música digital no mundo.

d) Moodle é uma plataforma do hub de mídia da Apple.

  • Esta afirmação é incorreta. Moodle é uma plataforma de aprendizagem online (LMS – Learning Management System) usada para educação.

e) AVA também é uma plataforma de música.

  • Esta afirmação é incorreta. AVA geralmente se refere a “Ambiente Virtual de Aprendizagem”, que é uma plataforma usada na educação, não na música.

Portanto, a alternativa correta é:

c) Spotify e Deezer representam grande parcela do mercado consumidor de música digital no mundo.

5) Hoje em dia, todo e qualquer planejamento de comunicação deve considerar as plataformas digitais como parte da sua estratégia, seja na comunicação mercadológica, institucional, jornalística, etc.. Sobre as características das plataformas digitais e a sua aplicação no campo profissional da comunicação, é correto afirmar que: Alternativas: a) Atualmente o mercado da comunicação é totalmente digital e online, sendo que as mídias tradicionais já estão ultrapassadas e obsoletas. b) Mesmo hoje em dia, um jornal impresso de grande porte continua apenas interagindo com seus leitores basicamente por cartas e telefonemas. c) As plataformas digitais são basicamente iguais, portanto, não é preciso levar em conta as especificidades de cada uma delas. d) Nas plataformas digitais, o público quer interagir e participar deste fluxo de comunicação de duas vias, que é uma comunicação de dois fluxos, criando diálogos, interação e engajamento. e) Não é preciso levar em consideração o modelo de comunicação dialógica, que é uma das características desta nova mídia.

Para responder à pergunta sobre as características das plataformas digitais e sua aplicação no campo profissional da comunicação, é importante analisar o impacto dessas plataformas e como elas mudaram a dinâmica da comunicação.

Vamos analisar as alternativas:

a) Atualmente o mercado da comunicação é totalmente digital e online, sendo que as mídias tradicionais já estão ultrapassadas e obsoletas.

  • Esta afirmação é incorreta. Embora as plataformas digitais tenham ganhado grande importância, as mídias tradicionais ainda possuem relevância e coexistem com as novas mídias.

b) Mesmo hoje em dia, um jornal impresso de grande porte continua apenas interagindo com seus leitores basicamente por cartas e telefonemas.

  • Esta afirmação é incorreta. Jornais impressos de grande porte hoje em dia interagem com seus leitores através de diversas plataformas digitais, como redes sociais, sites e aplicativos, além de cartas e telefonemas.

c) As plataformas digitais são basicamente iguais, portanto, não é preciso levar em conta as especificidades de cada uma delas.

  • Esta afirmação é incorreta. Cada plataforma digital tem suas próprias características, público e modos de interação, e é importante considerar essas especificidades ao planejar a comunicação.

d) Nas plataformas digitais, o público quer interagir e participar deste fluxo de comunicação de duas vias, que é uma comunicação de dois fluxos, criando diálogos, interação e engajamento.

  • Esta afirmação é correta. As plataformas digitais permitem e incentivam a comunicação bidirecional, onde o público não só recebe a informação, mas também interage, participa e contribui ativamente, criando diálogos e engajamento.

e) Não é preciso levar em consideração o modelo de comunicação dialógica, que é uma das características desta nova mídia.

  • Esta afirmação é incorreta. O modelo de comunicação dialógica, que envolve diálogo e interação, é uma característica fundamental das novas mídias e deve ser considerado em qualquer estratégia de comunicação digital.

Portanto, a alternativa correta é:

d) Nas plataformas digitais, o público quer interagir e participar deste fluxo de comunicação de duas vias, que é uma comunicação de dois fluxos, criando diálogos, interação e engajamento.

Site de notícias de Brasília. Notícias sobre Distrito Federal, Brasil, cultura, saúde, gastronomia, nacionais e internacionais.

CONTINUE LENDO
Publicidade
CLIQUE PARA COMENTAR

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasília

CEUB oferece atendimento de Pediatria para a comunidade no DF

Cadê Brasília

Publicado

Em

CEUB - Divulgação

Serviço é destinado a pacientes desde recém-nascidos até adolescentes

 

O Centro Universitário de Brasília (CEUB) oferece atendimento especializado em Pediatria, visando acompanhar a saúde de crianças e adolescentes. A partir de taxa popular de R$ 40, a comunidade do Distrito Federal tem acesso a consultas conduzidas por médicos professores, orientadores de práticas e estagiários do curso de Medicina da instituição.

 

O agendamento pode ser realizado por meio do telefone (61) 3966-1660 ou presencialmente no CAC – Edifício União, no Setor Comercial Sul. O atendimento engloba desde pacientes recém-nascidos a adolescentes. A iniciativa é coordenada pelo Centro de Atendimento à Comunidade (CAC) do CEUB.

 

Serviço:

CEUB oferece atendimento de Pediatria para a comunidade

Atendimentos: segunda a sexta, das 7h30 às 12h e das 13h30 às 17h30

Local: Edifício União | SCS Quadra 01, 12º andar

Consulta: R$ 40 (pagamento em dinheiro, cartão de crédito ou débito)

Agendamento: https://www.uniceub.br/atendimentos-de-medicina

Telefone (61) 3966-1660

CONTINUE LENDO

Agenda Cultural de Brasília

PAPISA evoca magia da experiência passional em clipe de “Vai Passar”

Cadê Brasília

Publicado

Em

Crédito: Mooluscos

Audiovisual de ares retrô-pop e toque surreal faz parte de trilogia de clipes que artista tem mostrado aos poucos, baseada em canções do disco Amor Delírio

Assista ao videoclipe de Vai Passar

e quando acontecer

do sol brilhar

me procura

deixa brilhar

Depois de mostrar o envolvente segundo álbum da carreira, Amor Delírio,  a compositora e multi instrumentista PAPISA segue percorrendo os caminhos do trabalho produzido por Felipe Puperi. A novidade é o clipe amoroso, divertido e delicado feito para a faixa Vai Passar. Num clima entre a euforia e a fantasia, o audiovisual evoca a magia da experiência passional, fundamental às vivências afetivas que, num ciclo, virão e também irão ao longo da vida. “Vai Passar” estará disponível no canal oficial de Papisa nesse dia 12 de Junho, Dia dos Namorados.

O clipe, que tem direção de Mooluscos, responsável pelo videoclipe de Amor Delírio – trabalho que abre o arco narrativo da trilogia e representa sua parte final – corresponde ao início do processo amoroso. O terceiro audiovisual ainda será lançado, completando a trilha emocional abordada. Falar de amor abre novo caminho temático para Rita Oliva, a Papisa, que nos trabalhos anteriores abordou aspectos do místico e do inconsciente, a morte e a ciclicidade do tempo.

Segundo Mooluscos, diretor do clipe, a obra “apresenta o primeiro encontro do casal. Usamos o plano sequência para trazer essa sensação de encontro momentâneo e conexão instantânea (…) falamos muito sobre essa paixão imediata que também beira o delírio de uma forma diferente.”

Conhecida pelos shows ritualísticos e sensoriais e pela sonoridade dream-indie-pop, a artista agora investiga o poderoso sentimento que move as marés humanas. Tendo passado por importantes palcos nacionais e apresentado seu trabalho nos Estados Unidos, nos festivais SXSW, em Austin, New Colossus Festival, em Nova York e Treefort Fest, em Boise, e em Portugal, ela prepara novos shows que acompanham o lançamento de Amor Delírio. As próximas datas são em Brasília e Sorocaba.

O encontro com o público um Brasília acontece dia 30/06. O evento gratuito tem como palco a Infinu Comunidade Criativa. A abertura do show fica por conta da dupla de rockrage YPU, outra favorita das plateias brasilienses. Convites podem ser retirados através do Sympla. No dia 20/07, a turnê passa por Sorocaba, no Falso Bar, parte do LoboFest (antigo Lobotomia), já tradicional na cidade. Detalhes dos eventos podem ser acompanhados através do perfil de PAPISA.

AGENDA

30/06 Papisa + Ypu no Infinu – Brasília (DF)

20/07 Papisa no Falso Bar – Sorocaba (SP)

Fotos e Stills: Vai Passar – Papisa

Ficha Técnica: Vai Passar – Papisa

PAPISA

Instagram

Youtube

Tik Tok

Newsletter- inscreva-se 

CONTINUE LENDO

Brasília

Longa do DF estreia no Festival Internacional de Cinema da Diversidade Sexual e de Gênero de Goiás

Cadê Brasília

Publicado

Em

Gregório Benedives como Benedito, Benedito não esta bem - Divulgação

“Casebre” será exibido pela primeira vez ao público no dia 13 de junho de 2024, em
Goiânia

 

A 9ª edição do Festival Internacional de Cinema da Diversidade Sexual e de Gênero de
Goiás tem entre os selecionados para a mostra competitiva o longa brasiliense
“Casebre” (2024), de Henrique Raynal, e tem no elenco o famoso palhaço e diretor Zé
Regino e Márcia Costa, ganhadora do prêmio de Melhor Atriz do 51º Festival de
Brasília do Cinema Brasileiro. A exibição na programação do DIGO também marca a
estreia do filme para o público.

Com a presença dos produtores, da equipe técnica e do elenco, “Casebre” será exibido
no próximo dia 13 de junho, às 21 horas, no Cine Cultura de Goiânia.
O filme conta a história de Benedito (Gregório Benevides), um jovem que está infeliz
com a própria vida, enfrentando uma grande perda e descobrindo sua ancestralidade.
Feito por profissionais e artistas do Distrito Federal, “Casebre” é um filme
independente gravado no Areal, periferia da capital brasileira.

“É um mergulho de brasilidade moderna, suas questões e diversidades. Tendo como
palco uma cidade do interior que poderia estar em qualquer lugar do Brasil, passando
por temas como fé, sexualidade e saúde mental”, explica a sinopse. “É sobre recuperar
a nossa identidade”.

Esse ano, o Festival Internacional de Cinema da Diversidade Sexual e de Gênero de
Goiás tem como tema “Eu Digo amor é amor”.

O evento recebeu 457 obras para avaliação dos curadores, que selecionaram 40
produções, entre longas, médias e curtas-metragens, nacionais e internacionais. O
DIGO 2024 acontece de 12 a 19 de junho de 2024 em Goiânia.

O filme “Casebre” é um longa-metragem realizado a partir do Edital FAC Brasília
Multicultural, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF. No festival, o filme
concorre à premiação na categoria de longas.

Os ingressos e outras informações estão no site oficial: https://digofestival.com.br

Ficha Técnica
CASEBRE (Brasil; 2024; Ficção, Cor, 88min.)
Elenco: Gregório Benevides, Paula Passos, Zé Regino, Márcia Costa, Bia Brandão, José
de Campos, Bárbara Albuquerque, Jude, Tainá Cary, Micheli Santini, Lucas Sued, Kalebe
Lizan, Kairon Angelo, Larissa Cintra e Rodrigo Issa

Produção: H. Raynal, Thais Uessugui, Henfil e Isaac Marques
Assistentes de Produção: Bruna Hernandes e Rhanna Rebelo
Dir. de Fotografia: Renato Villas
Assistente de Fotografia: Conrado Nobre
Edição: Rafael Melo
Supervisão de Som: UEMA, Téc. de Som: Luiz Mateus
Caracterização: Isaac M.
Apoio: Ile Asé Logum Cetomi, Aicon-Ações Cinematográficas, Posh Locadora, Miryan
Braz
Mais informações no Instagram: @casebreofilme

CONTINUE LENDO

Destaques