CONECTE-SE CONOSCO

Variedades

Av – Subst. 2 – Legislação e Ética na Comunicação

Cadê Brasília

Publicado

Em

Feito Por IA

1) Desde a redemocratização, nunca se viram tantos profissionais da imprensa hostilizados, perseguidos, agredidos física, verbal ou virtualmente. É o que revela o estudo Violência Contra Jornalistas e Liberdade de Imprensa no Brasil, de 2020. Observe a imagem a seguir, que evidencia a violência contra jornalistas nos anos de 2011 a 2020: Violência contra jornalistas (2011 – 2020) Considerando as informações apresentadas, bem como os estudos sobre liberdade de imprensa, é possível inferir que Alternativas: a) os anos de 2011, 2013 e 2020 apresentaram os menores números de casos de violência contra jornalistas. b) foram 428 ocorrências em 2019, contra 208 no ano posterior, recorde da série histórica. c) segundo a pesquisa, realizada a cada dois anos pela Federação Nacional de Jornalistas (Fenaj), os casos de agressão em 2019 aumentaram em relação a 2019. d) o ano de 2011 apresentou o maior número de casos de violência contra profissionais da comunicação. e) o ano de 2020 apresentou uma alta de mais de 100% em relação ao ano de 2019.

 

2) A comunicação é uma interação entre duas pessoas que buscam trocar informação entre si. No entanto, esta troca acarreta a emissão de um conjunto de dados e sua consequente recepção. Isto nos leva a destacar uma série de elementos que sempre estão presentes como o remetente, o destinatário e a mensagem. Assim, o remetente canaliza ao destinatário a informação que deseja transmitir e, com isso, o destinatário decodifica a mensagem. Este tipo de interação pode ser realizado graças à participação de ambos compartilhando o mesmo sistema de signos. A comunicação é parte essencial da capacidade do homem como ser social. Podemos dizer que a maioria dos animais se comunica de alguma forma, já no homem este processo mostra um alto nível de complexidade e versatilidade. Assim, a disposição cerebral do homem tornou possível o desenvolvimento de sua linguagem e de atitudes para compreender outras em uma etapa mais avançada de sua vida. Considerando as informações apresentadas, avalie as seguintes asserções e a relação proposta entre elas: I – A comunicação acontece por meio da linguagem verbal e não verbal. PORQUE Ii – A comunicação pode ser realizada pela fala e escrita, mas também por meio de gestos, sorrisos e olhares, por exemplo. A respeito dessas asserções, assinale a opção correta. Alternativas: a) As asserções I e II são proposições falsas. b) As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma justificativa da I. c) A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa. d) A asserção I é uma proposição falsa, e a II é uma proposição verdadeira. e) As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II é uma justificativa da I.

 

3) A missão do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (CONAR) é coibir que a publicidade enganosa ou abusiva precipuamente. Fundado em 1980 e como por publicitários e cidadãos de ­outras profissões, o Conar é uma organização não governamental que atende a denúncias de consumidores, autoridades, associados ou formuladas pela própria diretoria. As denúncias são julgadas pelo Conselho de Ética, garantindo-se amplo direito à defesa e ao contraditório às partes. Se a denúncia tiver procedência, o Conar recomenda alterar ou sustar a veiculação do anúncio. O Conar não exerce censura prévia sobre peças de publicidade; ocupa-se apenas do que já foi veiculado. O Conar é mantido pela contribuição das principais entidades da publicidade brasileira e seus filiados – anunciantes, agências e veículos. Os membros dos Conselhos Superior e de Ética trabalham voluntariamente para o Conar. Nossa missão Impedir que a publicidade enganosa ou abusiva cause constrangimento ou prejuízo a consumidores e empresas. Considerando o contexto apresentado, é correto o que se afirma em: Alternativas: a) Publicidade enganosa pode ser considerada publicidade inverídica e que visa levar o consumidor a erro ao passo que a abusiva viola diretamente valores da sociedade ou se aproveite da deficiência de julgamento do consumidor. b) Publicidade enganosa e abusivas são aquelas que violam valores da sociedade como a publicidade discriminatória. c) Publicidade abusiva é aquela que omite informações relevantes sobre o produto ou serviços ofertados e a enganosa são aquelas que omitem valores a serem pagos pelos produtos ou serviços apresentados. d) Publicidade enganosa e abusiva não constituem afronta a legislação vigente, uma vez que esperasse que o consumidor tenha competência para não ser levado a erro. e) Publicidade enganosa e abusiva são terminologias que foram extintas pelo Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária, pois não há que se regulamentar conduta que não ocorre no mercado brasileiro.

 

4) A LGPD por se tratar de matéria constitucional de direitos fundamentais, como a liberdade e a privacidade, precisou ser construída por intermédio de princípios que a norteiam. A LGPD é a lei nº 13.709, aprovada em agosto de 2018 e com vigência a partir de agosto de 2020. Para entender a importância do assunto, é necessário saber que a nova lei quer criar um cenário de segurança jurídica, com a padronização de normas e práticas, para promover a proteção, de forma igualitária e dentro do país e no mundo, aos dados pessoais de todo cidadão que esteja no Brasil. E, para que não haja confusão, a lei traz logo de cara o que são dados pessoais, define que há alguns desses dados sujeitos a cuidados ainda mais específicos, como os sensíveis… […] os dados tratados tanto nos meios físicos como nos digitais estão sujeitos à regulação. Com relação a esses princípios analise o excerto a seguir, completando suas lacunas. O Princípio _________________ remonta que a finalidade informada pela empresa deve ser demonstrar justificável, ou seja, os dados tratados devem ser adequados a finalidade, afinal não podemos manter dados excedentes que não fazem parte da relação estabelecida. Assim como o Princípio ________________ indica que os dados tratados pelas empresas devem valer-se, tão e somete para alcance da finalidade. Também temos o princípio ___________________ que visa coibir a prática de compartilhamento oculto de dados pessoais entre as pessoas que os tratam. Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas. Alternativas: a) Adequação / Necessidade / Transparência. b) Não-discriminação / Prevenção / Segurança. c) Finalidade / Livre acesso / Qualidade de Dados. d) Devido processo legal / Isonomia / Não Confisco. e) Inviolabilidade da privacidade / Finalidade / Equidade.

 

5) A sociedade digital é uma realidade incontestável a que todos estamos expostos. Vivemos nessa sociedade, onde desenvolvemos nossas atividades, projetos e relacionamentos. O advento da Internet das Coisas (IoT) e do Big Data faz com que cada vez mais estejamos imersos no mundo da tecnologia digital e que produzamos dados ao fazermos uso destas tecnologias. Duas categorias de pessoas, a saber, as crianças e os adolescentes, consideradas nativas digitais, já que nasceram em um átimo da história em que as tecnologias eram realidades diuturnas, estão mais sujeitas aos problemas que podem advir da sociedade digital. A exposição da intimidade, a produção massiva de dados, a vulnerabilidade natural de crianças e adolescentes no mundo virtual, além de considerar a disciplina normativa voltada à proteção especial desses grupos de pessoas levou o legislador a conferir previsão específica na Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) no que se refere ao tratamento de dados pessoais de crianças e adolescentes. Considerando as informações apresentadas, analise as afirmativas a seguir: I – A LGPD regula dados com finalidades artísticas e jornalísticas; II – A LGPD adentrou no ordenamento jurídico a fim de estabelecer tipologias de crimes virtuais e dá outras providências; III – Os dados de crianças e adolescentes são considerados dados sensíveis à letra da lei; IV – A lei proíbe que os dados tenham tratamento ilícito ou inadequado. V – A LGPD se aplica apenas a dados de pessoas físicas. Considerando o contexto apresentado, é correto o que se afirma em: Alternativas: a) III, IV e V, apenas. b) II, III e IV, apenas. c) I, II e III, apenas. d) I, II e IV, apenas. e) I, II, III e IV, apenas.

  1. A primeira questão trata da interpretação de dados sobre violência contra jornalistas ao longo de uma década. Observando a tabela, podemos ver que as alternativas a), b), c) e d) são incorretas com base nas informações fornecidas. Resta então a alternativa e), que afirma que o ano de 2020 teve um aumento de mais de 100% em relação a 2019, o que parece correto com base nos dados apresentados.
  2. Nesta questão, as asserções apresentadas tratam da comunicação humana e de seus diferentes meios. A primeira asserção afirma que a comunicação ocorre tanto verbalmente quanto não verbalmente, enquanto a segunda destaca que gestos, sorrisos e olhares também são formas de comunicação. Ambas as asserções parecem corretas e estão em concordância. Portanto, a opção correta é a e).
  3. O texto discorre sobre o papel do CONAR na regulação da publicidade, destacando seu foco na prevenção de publicidade enganosa ou abusiva. Considerando o contexto, a alternativa que melhor descreve o papel do CONAR é a a), que afirma que a publicidade enganosa visa induzir o consumidor a erro, enquanto a publicidade abusiva viola valores sociais.
  4. Esta questão trata dos princípios que norteiam a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). O trecho fornecido menciona três princípios: adequação, necessidade e transparência. Portanto, a alternativa correta é a a), que preenche as lacunas com os princípios corretos.
  5. Nesta questão, é preciso analisar afirmações relacionadas à LGPD e seu escopo. As afirmações II e III são incorretas, pois a LGPD não estabelece tipologias de crimes virtuais e não considera automaticamente os dados de crianças e adolescentes como sensíveis. As afirmações I e IV estão corretas, pois a LGPD regula dados com finalidades artísticas e jornalísticas e proíbe tratamento ilícito ou inadequado de dados. Portanto, a alternativa correta é a d).

Site de notícias de Brasília. Notícias sobre Distrito Federal, Brasil, cultura, saúde, gastronomia, nacionais e internacionais.

CONTINUE LENDO
Publicidade
CLIQUE PARA COMENTAR

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasília

CEUB oferece atendimento de Pediatria para a comunidade no DF

Cadê Brasília

Publicado

Em

CEUB - Divulgação

Serviço é destinado a pacientes desde recém-nascidos até adolescentes

 

O Centro Universitário de Brasília (CEUB) oferece atendimento especializado em Pediatria, visando acompanhar a saúde de crianças e adolescentes. A partir de taxa popular de R$ 40, a comunidade do Distrito Federal tem acesso a consultas conduzidas por médicos professores, orientadores de práticas e estagiários do curso de Medicina da instituição.

 

O agendamento pode ser realizado por meio do telefone (61) 3966-1660 ou presencialmente no CAC – Edifício União, no Setor Comercial Sul. O atendimento engloba desde pacientes recém-nascidos a adolescentes. A iniciativa é coordenada pelo Centro de Atendimento à Comunidade (CAC) do CEUB.

 

Serviço:

CEUB oferece atendimento de Pediatria para a comunidade

Atendimentos: segunda a sexta, das 7h30 às 12h e das 13h30 às 17h30

Local: Edifício União | SCS Quadra 01, 12º andar

Consulta: R$ 40 (pagamento em dinheiro, cartão de crédito ou débito)

Agendamento: https://www.uniceub.br/atendimentos-de-medicina

Telefone (61) 3966-1660

CONTINUE LENDO

Agenda Cultural de Brasília

PAPISA evoca magia da experiência passional em clipe de “Vai Passar”

Cadê Brasília

Publicado

Em

Crédito: Mooluscos

Audiovisual de ares retrô-pop e toque surreal faz parte de trilogia de clipes que artista tem mostrado aos poucos, baseada em canções do disco Amor Delírio

Assista ao videoclipe de Vai Passar

e quando acontecer

do sol brilhar

me procura

deixa brilhar

Depois de mostrar o envolvente segundo álbum da carreira, Amor Delírio,  a compositora e multi instrumentista PAPISA segue percorrendo os caminhos do trabalho produzido por Felipe Puperi. A novidade é o clipe amoroso, divertido e delicado feito para a faixa Vai Passar. Num clima entre a euforia e a fantasia, o audiovisual evoca a magia da experiência passional, fundamental às vivências afetivas que, num ciclo, virão e também irão ao longo da vida. “Vai Passar” estará disponível no canal oficial de Papisa nesse dia 12 de Junho, Dia dos Namorados.

O clipe, que tem direção de Mooluscos, responsável pelo videoclipe de Amor Delírio – trabalho que abre o arco narrativo da trilogia e representa sua parte final – corresponde ao início do processo amoroso. O terceiro audiovisual ainda será lançado, completando a trilha emocional abordada. Falar de amor abre novo caminho temático para Rita Oliva, a Papisa, que nos trabalhos anteriores abordou aspectos do místico e do inconsciente, a morte e a ciclicidade do tempo.

Segundo Mooluscos, diretor do clipe, a obra “apresenta o primeiro encontro do casal. Usamos o plano sequência para trazer essa sensação de encontro momentâneo e conexão instantânea (…) falamos muito sobre essa paixão imediata que também beira o delírio de uma forma diferente.”

Conhecida pelos shows ritualísticos e sensoriais e pela sonoridade dream-indie-pop, a artista agora investiga o poderoso sentimento que move as marés humanas. Tendo passado por importantes palcos nacionais e apresentado seu trabalho nos Estados Unidos, nos festivais SXSW, em Austin, New Colossus Festival, em Nova York e Treefort Fest, em Boise, e em Portugal, ela prepara novos shows que acompanham o lançamento de Amor Delírio. As próximas datas são em Brasília e Sorocaba.

O encontro com o público um Brasília acontece dia 30/06. O evento gratuito tem como palco a Infinu Comunidade Criativa. A abertura do show fica por conta da dupla de rockrage YPU, outra favorita das plateias brasilienses. Convites podem ser retirados através do Sympla. No dia 20/07, a turnê passa por Sorocaba, no Falso Bar, parte do LoboFest (antigo Lobotomia), já tradicional na cidade. Detalhes dos eventos podem ser acompanhados através do perfil de PAPISA.

AGENDA

30/06 Papisa + Ypu no Infinu – Brasília (DF)

20/07 Papisa no Falso Bar – Sorocaba (SP)

Fotos e Stills: Vai Passar – Papisa

Ficha Técnica: Vai Passar – Papisa

PAPISA

Instagram

Youtube

Tik Tok

Newsletter- inscreva-se 

CONTINUE LENDO

Brasília

Longa do DF estreia no Festival Internacional de Cinema da Diversidade Sexual e de Gênero de Goiás

Cadê Brasília

Publicado

Em

Gregório Benedives como Benedito, Benedito não esta bem - Divulgação

“Casebre” será exibido pela primeira vez ao público no dia 13 de junho de 2024, em
Goiânia

 

A 9ª edição do Festival Internacional de Cinema da Diversidade Sexual e de Gênero de
Goiás tem entre os selecionados para a mostra competitiva o longa brasiliense
“Casebre” (2024), de Henrique Raynal, e tem no elenco o famoso palhaço e diretor Zé
Regino e Márcia Costa, ganhadora do prêmio de Melhor Atriz do 51º Festival de
Brasília do Cinema Brasileiro. A exibição na programação do DIGO também marca a
estreia do filme para o público.

Com a presença dos produtores, da equipe técnica e do elenco, “Casebre” será exibido
no próximo dia 13 de junho, às 21 horas, no Cine Cultura de Goiânia.
O filme conta a história de Benedito (Gregório Benevides), um jovem que está infeliz
com a própria vida, enfrentando uma grande perda e descobrindo sua ancestralidade.
Feito por profissionais e artistas do Distrito Federal, “Casebre” é um filme
independente gravado no Areal, periferia da capital brasileira.

“É um mergulho de brasilidade moderna, suas questões e diversidades. Tendo como
palco uma cidade do interior que poderia estar em qualquer lugar do Brasil, passando
por temas como fé, sexualidade e saúde mental”, explica a sinopse. “É sobre recuperar
a nossa identidade”.

Esse ano, o Festival Internacional de Cinema da Diversidade Sexual e de Gênero de
Goiás tem como tema “Eu Digo amor é amor”.

O evento recebeu 457 obras para avaliação dos curadores, que selecionaram 40
produções, entre longas, médias e curtas-metragens, nacionais e internacionais. O
DIGO 2024 acontece de 12 a 19 de junho de 2024 em Goiânia.

O filme “Casebre” é um longa-metragem realizado a partir do Edital FAC Brasília
Multicultural, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF. No festival, o filme
concorre à premiação na categoria de longas.

Os ingressos e outras informações estão no site oficial: https://digofestival.com.br

Ficha Técnica
CASEBRE (Brasil; 2024; Ficção, Cor, 88min.)
Elenco: Gregório Benevides, Paula Passos, Zé Regino, Márcia Costa, Bia Brandão, José
de Campos, Bárbara Albuquerque, Jude, Tainá Cary, Micheli Santini, Lucas Sued, Kalebe
Lizan, Kairon Angelo, Larissa Cintra e Rodrigo Issa

Produção: H. Raynal, Thais Uessugui, Henfil e Isaac Marques
Assistentes de Produção: Bruna Hernandes e Rhanna Rebelo
Dir. de Fotografia: Renato Villas
Assistente de Fotografia: Conrado Nobre
Edição: Rafael Melo
Supervisão de Som: UEMA, Téc. de Som: Luiz Mateus
Caracterização: Isaac M.
Apoio: Ile Asé Logum Cetomi, Aicon-Ações Cinematográficas, Posh Locadora, Miryan
Braz
Mais informações no Instagram: @casebreofilme

CONTINUE LENDO

Destaques